Sexta, 19 de Julho de 2024
33°

Tempo limpo

Cuiabá, MT

Política Tarifa de R$ 1

Veja vídeo - Empurrão entre deputados marca sessão na ALMT

Confusão durante discussão sobre projeto de licitação do BRT expõe tensão entre Eduardo Botelho e Lúdio Cabral

03/07/2024 às 13h05 Atualizada em 03/07/2024 às 16h17
Por: SIGAMT Fonte: Gláucia Almeida | SIGAMT
Compartilhe:
Reprodução
Reprodução

Uma sessão acalorada na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, nesta quarta-feira (3), resultou em um empurrão do presidente da Casa, Eduardo Botelho (União), no deputado Lúdio Cabral (PT), durante a discussão sobre o projeto de lei que obriga a realização de licitação para a concessão do BRT (ônibus de Rápido Transporte) com tarifa de R$ 1 por cinco anos.

A confusão iniciou quando Lúdio Cabral cobrou a votação em regime de urgência do projeto, afirmando ter obtido 11 assinaturas de parlamentares em apoio à medida. Contudo, no momento da votação, Botelho solicitou a recontagem das assinaturas, e deputados da base aliada do governador Mauro Mendes (União) começaram a retirar suas assinaturas. Durante o embate verbal, com dedo em riste, Botelho empurrou Lúdio, que se desequilibrou e quase caiu. O deputado estadual Beto 2 a 1 (União) interveio para separar os dois.

Nas imagens registradas, é possível ouvir Lúdio Cabral pedindo respeito e postura ao presidente da Assembleia. Após a altercação, o pedido de urgência foi rejeitado com 13 votos contrários. Botelho assegurou que Lúdio terá oportunidade de debater o projeto nas comissões, mas solicitou que ele não exponha os colegas solicitando voto nominal.

Lúdio Cabral respondeu, destacando a necessidade de respeito e criticando a postura do presidente. "Todos me conhecem. Respeito é recíproco. Agora não tem sentido o presidente da Assembleia perder a cabeça e partir para agressão física. Não tem sentido, porque isso não é compostura de quem tem decoro parlamentar. Você precisa se desculpar. E é meu dever dizer isso. O senhor é pré-candidato a prefeito de Cuiabá, vai enfrentar a disputa, o debate e o contraditório, tem que ter paciência. Não pode perder a cabeça, não pode apelar e partir para agressão. E eu sinto muito de ter que tratar de uma pauta dessa aqui. Postura presidente”, declarou Lúdio.

Botelho rebateu, exigindo respeito de Lúdio e destacando seu histórico de respeito aos colegas. “Eu não aceito aqui dentro a falta de respeito com os colegas. Eu respeito todo mundo aqui dentro, sempre tratei oposição e situação com respeito. E quando vir se dirigir a mim com respeito e com calma. Não adianta vir agressão pra mim, que vai receber agressão. Eu sou um cara que nasceu na rua. Apanhando de polícia quando fazia graça. Não aceito ninguém fazer graça com a minha cara, se vier com respeito, terá respeito, se vier com briga, terá briga. Exijo respeito”, afirmou Botelho.

Ao final, Botelho declarou encerrado o assunto, ressaltando a necessidade de continuar o debate em alto nível. Lúdio havia obtido 11 assinaturas para a urgência do projeto, mas, após as retiradas, restaram apenas as dele e de Wilson Santos (PSD).

As trocas de farpas entre Botelho e Lúdio têm se intensificado nas últimas semanas, à medida que ambos se posicionam como pré-candidatos à prefeitura de Cuiabá.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Cuiabá, MT Atualizado às 13h02 - Fonte: ClimaTempo
33°
Tempo limpo

Mín. 18° Máx. 35°

Sáb 36°C 19°C
Dom 37°C 19°C
Seg 38°C 20°C
Ter 39°C 20°C
Qua 39°C 21°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias